terça-feira, março 26, 2019
Tecnologia

WordPress 5 e o que muda no mundo dos blogs

170views

A versão 5 do WordPress desembarcou no último dia (06/12) para alegria e para terror de muitos usuários. Se você possui uma estrutura ampla, prepare seus backups ( indicamos no final deste artigo, um excelente plugin testado e aprovado com esta nova versão do WordPress).

Estruturado no conceito de blocos, a nova interface de edição de posts, nada mais é do que o modo de criação de páginas já consagrado em plugins como o DIV, Elementor, Themify Builder, Beave Builder , todos com a mesma filosofia do elastic, onde a criação de páginas complexas, com poucos clics é a regra básica, e que com a chegada desta versão, colocará a relevância destes plugins em questionamento.

Para blogueiros será uma mão na roda, pois é muito útil por economizar tempo na produção de notícias, com conteúdo enriquecido, seja por multimídia, seja por opções de design que estarão a partir de agora acessíveis, sem ter que se preocupar com programação e códigos de formatação. Falando nisso, embutir vídeos e posts de redes sociais está mais prático e o resultado final está um pouco mais refinado.

Embora todas estas facilidades, o Facebook está limitando deliberadamente a inclusão da opção instant-articles. Muitos sites estão sem a opção, que ao que tudo indica, está disponível apenas para quem gera renda para a rede social. Se o seu portal não está monetizando, pode esquecer esta opção.

Curiosamente a data de lançamento da versão 5 do WordPress é a mesma do PHP 7.3, o que obrigará o time de programadores do wp a lançar uma atualização para trabalhar com essa nova versão.

A boa notícia:

O WordPress 5 conversa muito bem com plugins de cache, o wp-rocket na versão pró se comportou muito bem com o novo anfitrião.

Não houve problemas com CDN e a integração Cloud para distribuição de conteúdo também se comportou perfeitamente.

Se você utiliza o JetPack para gerenciamento, uma versão atualizada foi lançada, e também funciona muito bem.

A má notícia:

Durante testes com alguns plugins para AMP (Accelerated Mobile Pages), ao se remover o plugin, alguns links de posts foram deletados, e embora apareçam no front-end do site, ao clicar no post, você receberá o erro 404. Este erro ocorreu com o plugin AMP for WordPress

Problema ao desinstalar este plugin, na versão 5.

Um total de 4 posts perderam seus links, em nossos testes. Ao acessar um dos posts afetados, o Gutemberg emitiu um alerta de erro desconhecido. Intuitivamente resolvi acessar o post pelo editor do WordPress para smartphones, e notei que ao acessar o post, a opção atualizar post estava disponível, e bastou clicar em atualizar, para que todos os outros posts comprometidos, voltassem a funcionar normalmente. Portanto, cuidado ao lidar com plugins de formatação e estilo de páginas, uma vez que esta versão está carregando mais rápido e talvez, o padrão de aceleradores de conteúdo sofra mudanças.

Segurança:

Sem dúvidas muitas brechas de segurança foram sanadas e muitos problemas envolvendo o núcleo do WordPress desapareceram. Mas é uma questão de tempo para que novas brechas sejam descobertas e exploradas por hackers. Enquanto isto não acontece, é melhor manter seu WordPress protegido, e uma das melhores maneiras de fazer isso é utilizando o Sucuri.

Em nossos testes o Sucuri detectou todas as mudanças de arquivos na recente atualização, e discriminou perfeitamente os arquivos alterados.

Resumo da ópera:

O WordPress indica que a partir da versão 5, as atualizações ocorrerão com menos frequência, porém com mais abrangência. Nada mais irritante do que receber patches de correções quase todas as semanas, sem mencionar o medo de quebrar o site. Para fins práticos, fizemos um backup do portal, salvando plugins, posts, mídia e banco de dados. Começamos a instalação a partir do zero, e em seguida restauramos o backup criado, o que ocorreu com sucesso. O plugin utilizado foi o All-in-One WP Migration.

Excelente plugin para backup do seu WordPress

A recuperação do site foi realizada com sucesso e todas as configurações (incluindo as dos plugins) foram salvas de maneira perfeita.

Monetização/SEO:

Para quem está preocupado com a monetização do portal, o Google AdSense/Analytcs funcionaram muito bem. Nenhuma alteração foi necessária e as métricas obtidas depois da restauração do portal condizem com a realidade anterior à mudança. Mesmo assim é importante se certificar de realizar um backup a partir do zero para todo o seu site, caso algo dê errado. É provável que algumas discrepâncias aconteçam em função do tipo de servidor utilizado, Apache ou Nginx.

Na prática:

Embora 60% de todos os portais WordPress no Brasil estejam desatualizados, é importante lembrar que haverá problemas com posts customizados, o que será importante quesito para mudanças, e pesará na decisão final. Uma excelente prática consiste em evitar a utilização de campos personalizados e outras customizações em seus posts, o que torna a migração mais fácil e evitará muitas dores de cabeça quando o quesito principal é atualizar sua plataforma. Caso seja necessário o uso de campos personalizados, recomendamos a utilização de um ambiente de testes, para que você possa implementar as modificações necessárias para que não se percam as customizações. E a partir da versão 5, tais customizações estarão de certa forma padronizadas, em termos de portabilidade.

avatar
Radialista DRT 2292 MG, Técnico em manutenção de emissoras de rádio e tv. Apaixonado por tecnologia e aficionado por comunicação, mídia e jornalismo

Poços de Caldas
15°
Partly Cloudy
06:1218:11 -03
Feels like: 15°C
Wind: 6km/h ESE
Humidity: 88%
Pressure: 1015.4mbar
UV index: 0
TueWedThu
26/14°C
24/13°C
23/13°C