Redes Sociais

Windows

Windows 10 V1903 Build 18362.30. O Windows 10 com jeitão de Windows 7

A nova versão do Windows 10 agrada a Gregos e Troianos, com uma fluidez idêntica ao bom e velho Windows 7.

avatar

Publicado há

em

Até que enfim a Microsoft amadureceu o Windows 10. Agora a performance do Windows 10 versão 1903 Build 18362.30 está fluída como o Windows 7, visual mais polido e um acabamento intuitivo, para seus usuários.

Tela inicial com os dois desktops do Windows 10 versão 1903.

As versões do Windows 10, desde seu lançamento até a versão 1802 apresentavam problemas variados, com a maioria do hardware existente. Por exemplo, na versão anterior até o compartilhamento de arquivos estava comprometido, sendo necessário algumas modificações no console de serviços (services.msc). Nesta versão, não houve qualquer tipo de problema e todas as unidades de rede foram reconhecidas.

Modo luz noturna, que nada mais é que o conhecido recurso nightshift do IOS.

A versão 1903 do Windows 10 corrige estas falhas, e também do Email, que na versão anterior não aceitava contas do gmail, que agora funcionam muito bem.

Novo menu iniciar, mais discreto e funcional, com opções na barra de pesquisa, objetivo e intuitivo.

Novo menu iniciar, mais discreto e com informações objetivas

A Ativação online funcionou de primeira, e o Windows, passou a fazer isto de maneira mais tranquila, sem sustos com mensagens de erros de servidor.

A “pesquisa” no Windows agora conta com sugestões, algo que lembra muito a Siri no IOS.

Uma característica desta versão do Windows 10, é a velocidade na obtenção dos dados de um diretório de rede, em máquinas com o Windows 7. Agora a listagem aparece quase que instantaneamente quando milhares de arquivos estão em um determinado diretório. A barra verde de progresso virou um flash.

No entanto, algumas condições têm que ser preenchidas para a correta instalação. Caso você for atualizar para esta versão, desconecte pendrives e cartões de memória, caso contrário o instalador emitirá um alerta e a instalação será abortada. O mesmo poderá ocorrer em sistemas com muitas partições no mesmo disco. Portanto o melhor a fazer é manter um backup dos seus arquivos e se preparar para uma instalação a partir do zero.

O plug & play do Windows conseguiu reconhecer muitos dispositivos legacy, que antes davam trabalho para serem configurados.

Outra característica que surpreendeu, foi o reconhecimento de periféricos antes críticos, para configurar no Windows 10. Diversos periféricos tidos como legacy, foram prontamente detectados e configurados corretamente. Isto não acontecia nas versões 1802 e anteriores. Em nossos testes adicionamos diversas placas de rede, captura de vídeo entre outras, e o Windows reconheceu e na pior das hipóteses instalou um driver standard.

Com apenas 4g de RAM e um I5 760, a versão 64 bits demonstrou robustez.

Realizamos os testes com um processador I5 760, e 4gb de Ram, a experiência de usuário, se mostrou muito mais agradável do que em versões anteriores. Idêntica ao experimentado com a versão pró do windows 7. Desde esta versão, não observamos um desempenho assim no Windows 10.

No geral os recursos são os mesmos da versão 1802 e anteriores, só que agora, executadas com cara e jeitão de Windows 7, aliado a muitas características que definitivamente mostram a trajetória do Windows rumo ao mesmo caminho inaugurado com o IOS. Robustez e facilidade em updates.

Windows 10 1903 no Bootcamp:

O Windows 10 1903 foi instalado em um MacBook Pró 8,1 (2011).

Realizamos também o teste no Bootcamp para MAC, e utilizamos um MacBook Pró 8,1 (2011), que não é suportado pelo Windows 10. E bastou criar um pendrive com esquema de partição MBR com o utilitário Rufus, e instalar os drivers de Bootcamp manualmente. O Windows 10 1903 reconheceu todos os periféricos e tudo correu como esperado. Caso você instale o Bootcamp pelo modo automático, o Windows 10 apresentará tela azul logo no primeiro boot. Isto acontece pois algumas configurações do instalador do Bootcamp exigem privilégios elevados, o que acarreta o conflito. Para evitar este problema, a solução foi acessar a pasta Bootcamp e depois Drivers. Em seguida instalar um a um cada driver, através do setup.exe em cada diretório. Isto evita a execução com privilégios elevados e deixa os critérios de segurança do windows satisfeitos, evitando-se a tela azul da morte.

Continue lendo...
Click para comentar

Destaques