Jair Bolsonaro enfatizou a linha de atuação educacional do novo ministério, em seu Twitter oficial:

O foco deverá ser a formação de cidadãos, desfazendo-se a narrativa da militância. Os Governos Lula/Dilma fora responsáveis por inserir a chamada “doutrinação ” no currículo escolar, a nível universitário. E falando em estudos:

O que não faltará é estudos em todas as áreas da política, e economia brasileira. Estudos que já tiveram início com a economia chinesa, onde um dos objetivos é selar parcerias proveitosas para ambos os países.


Leia também

Secretários são anunciados por Zema

Romeu Zema anunciou os novos secretários em suas redes sociais.

Menos médicos, mais Ministros

Os altos e baixos da política brasileira nesta quarta-feira (14/11).