Governo dá aval a acordo entre Embraer e Boeing

A notícia fez disparar as ações da Embraer, que estavam em baixa e subiram 6,12%, cotadas a R$ 24,78 nesta quarta-feira (13)

Compartilhe
  • 11
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    11
    Shares

O governo brasileiro deu sinal verde para a fusão comercial entre a Embraer e a norte-americana Boeing, segundo informaram agências internacionais. A notícia fez disparar as ações da Embraer, que estavam em baixa e subiram 6,12%, cotadas a R$ 24,78 nesta quarta-feira.

De acordo com agências, como a Bloomberg, o governo brasileiro teria dado aval à fusão entre as fabricantes, que deverão formar uma terceira empresa. A Boeing deverá ter 51% do controle acionário desta joint venture. A participação da Embraer ainda não teria sido definida.

Com poder de veto sobre o negócio, o governo brasileiro teria aceitado o arranjo comercial com a certeza da separação da área de Defesa da Embraer, que ficará em uma unidade separada da nova companhia, em razão de projetos estratégicos para as Forças Armadas do paÍs.

Com a aprovação do governo, ainda segundo agências, o negócio deve ser fechado e anunciado em breve. Até agora, Embraer e Boeing têm se limitado a confirmar a negociação sem dar mais detalhes sobre o andamento da conversa.

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José é contrário ao negócio e teme demissões em massa em razão de uma eventual mudança da linha de produção comercial da Embraer para os Estados Unidos. Hoje, a maior planta industrial da companhia fica em São José dos Campos.

Fonte: Defesa Naval

Compartilhe
  • 11
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    11
    Shares

Postado por Walter Viana

Radialista, técnico em rtv, blogueiro,aficionado por tecnologia e comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dezesseis =